21-11-2013 bannerprevidencia

Secretário quer debater a Nova Previdência no VII Congresso CONSAD

22 de novembro de 2013

Eduardo Diogo pede a presença do ministro da Previdência Social

“Previdência Complementar” foi um dos temas da programação do 92º Fórum do Conselho Nacional de Secretários de Estado da Administração, encerrado no início da última sexta-feira, dia 22/11, em Canela (RS), em paralelo ao 56º Fórum do Conselho Nacional de Secretários Estaduais do Planejamento (Conseplan). O assunto foi abordado pelo secretário de Políticas de Previdência Complementar do Ministério da Previdência Social, Jaime Mariz de Faria Júnior, que apresentou um panorama sobre a situação da Previdência no Brasil e as perspectivas para o setor.

O secretário Eduardo Diogo, do Planejamento e Gestão e presidente do Consad, destacou na ocasião a nova Previdência dos servidores públicos do Ceará. “Se o Governo do Estado não fizesse esse ajuste, seria inviável administrar o Estado a longo prazo”, informou o Secretário, acrescentando que o gestor precisa pensar “como fez agora o governador Cid Gomes, ao submeter o projeto de lei à apreciação e aprovação da Assembleia”. Conforme Eduardo Diogo, “são mudanças que geram, no momento, mais despesas, mas que são imprescindíveis para um futuro econômico sustentável”. No caso do Estado do Ceará, o resultado da alteração no modelo previdenciário será sentido em 2038.

Durante a discussão sobre Previdência Complementar, Eduardo Diogo reiterou o convite, feito na última reunião com o ministro da Previdência, Garibaldi Alves, em Brasília, para debater o tema na programação do VII Congresso CONSAD de Gestão Pública. “A presença do Ministro será fundamental para que possamos colocar esse assunto com absoluto destaque no Congresso CONSAD”, reforçou o secretário da SEPLAG ao secretário de Políticas de Previdência Complementar do Ministério da Previdência Social, Jaime Mariz.

Tags:,