O presidente do Iplanfor, Eudoro Santana, ouve o secretário da SEPLAG, Eduardo Diogo
O presidente do Iplanfor, Eudoro Santana, ouve o secretário da SEPLAG, Eduardo Diogo

Governo, Prefeitura e TJ definem detalhes da solenidade do “Papel da Casa”, no dia 20/09

12 de setembro de 2014

Para definir detalhes da solenidade de entrega do primeiro lote de registros de imóveis da campanha “Papel da Casa”, o secretário do Planejamento e Gestão, Eduardo Diogo, reuniu-se com o presidente do Instituto de Planejamento de Fortaleza, Eudoro Santana, e o representante do Tribunal de Justiça, Sílvio de Paiva Ribeiro, além de técnicos do Gabinete do Governador,  Casa Civil, SEPLAG e COHAB.

Ao abrir o encontro, realizado na tarde desta sexta-feira, dia 12/09, no Gabinete da SEPLAG, o secretário Eduardo Diogo disse que a solenidade marcada para o próximo sábado, dia 20/09, no Centro de Eventos do Ceará, representa o primeiro resultado concreto da campanha “Papel da Casa”, iniciativa do Governo do Estado, Prefeitura de Fortaleza e Tribunal de Justiça. “Já estamos com 1.406 registros prontos para serem entregues e nossa expectativa é que até sábado esse número chegue a 1.500”, revelou o Secretário.

Eduardo Diogo salientou ainda o envolvimento pessoal do governador Cid Gomes, que reuniu nesse contexto o prefeito Roberto Cláudio e o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Luiz Gerardo Brígido. O Secretário destacou ainda a imprescindível contribuição de todos os envolvidos com rigorosa precisão. “Caminhamos bem até agora, mas ainda temos um longo percurso”, reforçou o titular da SEPLAG.

A Campanha “Papel da Casa” foi lançada em agosto de 2013, com o objetivo de liberar escrituras que permitem o registro da propriedade definitiva de 22.877 imóveis construídos em Fortaleza pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH), por meio da Companhia Habitação do Ceará (COHAB).

12.09.2014 - Reunião Papel da Casa (48)_editadaA reunião teve a presença do secretário Eduardo Diogo, do presidente do Iplanfor, Eudoro Santana, e de representantes do Tribunal de Justiça, GabGov, Casa Civil, SEPLAG e COHAB