Menu

Empresários compartilham trajetórias de sucesso no 10º Fórum LIDE de Empreendedores

O Diretor de Administração e Finanças do Sebrae Nacional, Eduardo Diogo, participou do 10º Fórum LIDE de Empreendedores, realizado na Concept, em São Paulo, no sábado (23). O evento reuniu líderes empresariais e reconheceu a melhor startup em atividade no País.

“Certamente é o encontro mais vibrante do LIDE”, afirmou o chairman do LIDE, Luiz Fernando Furlan, na abertura do encontro. O diretor-executivo do Grupo Doria, João Doria Neto, destacou os momentos de “inspiração e exemplo” na troca de experiências possibilitada pelo fórum, que reuniu os debatedores em quatro arenas de exposição e discussão.

Sobre sucessão, o presidente do Sistema Educacional Brasileiro (SEB), Chaim Zaher, defendeu a inserção dos filhos no ambiente de trabalho dos pais durante infância e juventude. “A sucessão é uma história compartilhada. Não é a mesma coisa que ser herdeiro, por isso defendo a gestão híbrida”, declarou Thamila Zaher, atual diretora-executiva do SEB e filha do empresário.

Ao falar sobre inovação, o CBO e cofundador da PicPay, Diogo Roberte, incentivou que as empresas desenvolvam e apresentem o real propósito de existir às pessoas. Opinião compartilhada pelo fundador e CEO da Zaitt, Rodrigo Miranda. “Muita gente cria uma trajetória própria, mas a resiliência dentro da sociedade é essencial”, declarou.

Para o fundador da Natural One, Ricardo Ermírio de Moraes, o empreendedorismo vive atualmente uma nova era e é preciso acompanhar as reais demandas do mercado e dos clientes, além de acreditar verdadeiramente no negócio para que a ideia possa deslanchar. “Além de ser apaixonado, você tem que ser um bom vendedor”, disse.

Em outro case de sucesso, o vice-presidente do Grupo Hapvida, Candido Pinheiro Junior, compartilhou os bastidores da trajetória que fizeram da companhia uma referência no país. “A mudança tem que vir do líder, de cima pra baixo, em toda a empresa, familiar ou não. E hoje a gente só precisa de uma coisa no Brasil: que deixem o empresário trabalhar.”