Menu

Visita ao Parque Tecnológico de São José dos Campos

O Diretor de Administração e Finanças do Nacional, Eduardo Diogo, participou, nesta terça (9), de uma visita ao Parque Tecnológico de São José dos Campos. O objetivo do encontro foi conhecer os resultados da parceria entre o Sebrae SP e o Parque, com potencial para serem incorporados para o fomento de projetos com foco nas MPE.
O diretor foi recepcionado pelos diretores de Negócios e Operações do ParqTec, Elso Alberti e Iram Barbosa, respectivamente, que fizeram uma apresentação institucional do Parque e dos resultados da parceria com o Sebrae SP, que têm a Inovação como prioridade.

Em seguida, Eduardo Diogo conheceu alguns dos projetos desenvolvidos no Parque, com destaque para aqueles com potencial de disseminação para a rede. O projeto Galeria do Empreendedor contempla centros comerciais que fomentam o empreendedorismo social nos aglomerados urbanos mais distantes do centro da cidade. O objetivo é desenvolver novas centralidades e promover cidadania às comunidades locais. Os empreendedores selecionados contam com a consultoria do Sebrae, que avalia com cada um deles questões básicas de gestão, como: operação, marketing e finanças e emite sugestões de melhoria para seus negócios.

O Projeto Hub Nexus constitui-se no hub de inovação do ParqTec e é o resultado da experiência em acompanhar e mentorar projetos e startups, com um ótimo índice de aproveitamento. Desde 2005, mais de cem ideias passaram pelo projeto, das quais 70% conseguiram graduar-se e tornarem-se lucrativas. Os Selecionados contam com apoio e tração do Sebrae por meio de consultorias, mentorias e apoio à inovação para tração.

O Cluster TI (Tecnologia da Informação) e Cluster Aeroespacial são formados por empreendedores com soluções integradas para: TIC VALE – Cidades Inteligentes, Indústria 4.0, Agronegócio e Varejo; e Aero Cluster, Ações para internacionalização, marketing e vendas, rodadas de negócios e missões comerciais.

Por fim, o diretor conheceu os projetos de integração entre o Parque, Sebrae e Comunidade. A iniciativa, proposta para o biênio (2021/2022) tem o propósito de fomentar o empreendedorismo via educação empreendedora, desenvolvimento de bairros, acesso a microcrédito em aglomerados comerciais descentralizados em regiões com vocação empreendedora e de inovação.